Política

Feliciano, Takayama e maioria dos evangélicos votam a favor de Temer.

Bancada evangélica mostrou-se base do governo

03 Agosto 2017

Feliciano, Takayama e maioria dos evangélicos votam a favor de Temer.

A votação pelo arquivamento da denúncia contra o presidente da República Michel Temer saiu com vitória para os que defendiam o fim do processo. O presidente da Bancada Evangélica, Takayama (PSC-PR), e o vice-presidente Victório Galli também.

Além dos dois representantes, nomes notáveis como o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) e João Campos (PRB-GO) foram favoráveis ao presidente e contra as denúncias de corrupção que surgiram em proposta de possível impeachment.

Além deles, que sustentaram os 263 votos a favor, endossaram Silas Câmara (PRB-AM), Marcelo Aguiar (DEM-SP), Paulo Freire (PR-SP), Ezequiel Teixeira (PODE-RJ), Rosangela Gomes (PRB-RJ) e Luciano Braga (PRB-BA).

Ao mesmo tempo que a maioria foi favorável, também teve casos contra. Entre eles, o empresário Arolde de Oliveira (PSC-RJ), o cantor e compositor Lázaro (PSC-BA), Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) e seu pai Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) também foi contrário e afirmou: “Respeito o voto de todos meus colegas, entretanto desde o início do mandato eu assinei todas as CPIs, sejam da oposição ou do governo, pelo princípio que tudo no Brasil deve ser investigado para livrarmos o Brasil da corrupção! É um princípio da vida cristã, apoiar a investigação e o combate à corrupção de todos, ninguém está acima da lei.”

Cabo Daciolo (PTdoB-RJ), outro que foi contra, chegou a realizar seu voto com uma Bíblia na mão. “Do que adianta o homem ganhar o mundo todo e perder sua alma? Por todo o povo brasileiro, pela democracia no nosso país, por novas eleições gerais”, disse.

Em seguida, completou: “Eu quero falar pros parlamentares que a quadrilha que está instalada no Congresso Nacional, eu quero dizer a eles: Intervenção federal já”, afirmou.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), optou por não votar na sessão, que alcançou somente duas abstenções. Além dos 227 votos pelo “não”, houveram 19 ausências na votação.

De acordo com o Estadão, a maior parte da bancada votaria a favor de Temer em troca de apoios em alguns projetos, como o Estatuto do Nascituro, que prevê sanções mais duras à prática de aborto no Brasil.

Além disso, os deputados querem apoio na proibição do uso de livros que tratem de temas relacionados a gênero e sexualidade, bem como assuntos relativos aos grupos LGBT.

Com informações: GospelPrime




Campo Grande

Réplica da bíblia é destaque na entrada da Cidade do Natal

09 Dezembro 2017
Operaçãp Ouro de Ofir

Teologia da Prosperidade alavanca golpe milionário, receita que lota igreja

04 Dezembro 2017

Loja ToNoGospel


Revista ed. 01

Revista ed. 01 R$ 12,90
ou em R$ 12,90

Revista ed. 2

Revista ed. 2 R$ 12,90
ou em R$ 12,90

Maravilhosa Graça

Maravilhosa Graça R$ 35,00
ou em R$ 35,00

CD - Ton Carfi - Somos Um

CD - Ton Carfi - Somos Um R$ 27,00
ou em R$ 27,00