Leonardo Gonçalves idealiza viagem com 'toque pessoal' para Israel, em janeiro de 2016

  • COMPARTILHAR



 Leonardo Gonçalves descobriu sua ascendência judaica em 2002. Pernambuco, terra de sua mãe, foi o primeiro estado brasileiro a abrir portas para os judeus. Provavelmente seus antigos familiares migraram para o Brasil pelo nordeste no século 16, mas foi em 2002 que o cantor descobriu essa história toda. Desde lá, Israel ganhou um toque especial em sua vida.

"Tudo que diz respeito a Israel e ao judaísmo, para mim, é pessoal de uma maneira que eu não sei descrever", disse Leonardo em entrevista ao site Guiame . Como extensão disso, em janeiro de 2016 está marcada uma viagem em grupo, idealizada pelo cantor em parceria com o pastor Edson Nunes – mestre em estudos judaicos pela Universidade de São Paulo (USP), professor de hebraico no Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP) e melhor amigo de Leonardo.

O toque pessoal é o grande diferencial dessa viagem, a começar pelo roteiro – são 16 dias apenas em Israel, que será explorado de norte a sul. Edson garante que a cereja do bolo é Jerusalém. "Em muitos roteiros, que geralmente duram de dez a onze dias, Jerusalém está espremido no final. Mas Jerusalém é onde você mais tem que andar. Por isso, ela será o início da viagem. Serão seis dias só lá", disse o pastor.

Toque pessoal

Ressaltando ainda mais a pessoalidade da viagem, os primeiros convidados de Leonardo são exclusivamente os amigos próximos e familiares, compostos por cerca de 50 pessoas. Depois disso, a caravana também estará aberta ao público, com o limite máximo de cerca de 140 pessoas.

"A mentalidade da pessoalidade dessa viagem não é de excluir quem não me conhece pessoalmente, mas é justamente para, mesmo quem não me conhece pessoalmente, através dessa viagem, tenha um contato pessoal não só comigo, mas com a visão espiritual que eu tenho", explica Leonardo.

Para o cantor, pessoalidade é algo a ser encarado com cuidado. "Fazendo um paralelo, quem cuida das minhas redes sociais sou eu, porque eu gosto desse contato pessoal com o meu público. Eu enxergo meu público como pessoas, e eu gostaria que eles me enxergassem como pessoa", revela. "A viagem é uma extensão disso."

Paixão por Israel

Leonardo não esconde a preferência por seu CD gravado em hebraico, Avinu Malkenu (2010). "Falo isso em todas as entrevistas", brinca o cantor.

Apesar da paixão por Israel, ele viajou para o país uma única vez, em 2006 – isso porque ele esperava fazer outra viagem marcante. "Fiquei uma década para fazer outra viagem como essa porque eu sentia a necessidade que ela tivesse esse toque especial", explica.

Leonardo afirma que os judeus são os nossos pais na fé. "Quanto mais a gente compreender o judaísmo, melhor compreenderemos o nosso próprio cristianismo. O tanto que o meu contato com o judaísmo enriqueceu o meu cristianismo é uma coisa que eu não tenho nem palavras", disse o cantor.

"Um exemplo específico, a própria santa ceia – que é comum nas celebrações judaicas. E aí Jesus materializa: esse símbolo que vocês fazem há quatro mil anos estava apontando para mim", exemplificou Leonardo.

Brasileiros em Israel

Segundo apontou Luiz Fernando Chimanovitch, do Ministério do Turismo de Israel, durante a apresentação da viagem de Leonardo, mais de 60 mil brasileiros foram a Israel em 2014.

Diante dos dados, ele incentivou os cristãos a visitarem o Estado judaico. "Estou aqui para promover Israel como destino turístico. Para muita gente é um sonho distante ou uma profecia bíblica, mas quero levar a vocês a oportunidade de vivenciarem isso", destacou.

Sobre o dado apresentado por Chimanovitch, o diretor executivo da Gates Tour Operadora de Turismo, empresa responsável pela parte logística da caravana de Leonardo à Israel, disse que o aumento de cristãos é o grande colaborador. "O povo brasileiro é um povo muito espiritual. O crescimento da nossa população cristã faz com que isso aconteça", disse Luis Felipe Fernandes.

Como diferencial da viagem idealizada por Leonardo, ele ainda destaca: "Nós não fizemos um produto para venda. Nós fizemos uma experiência para ser sentida."


  • COMPARTILHAR

ARTIGO

    24 de Fevereiro de 2018

  • COMPARTILHAR



Evangeliquês