Entrevista

Pregador Luo: "Jesus não precisava de microfone nem cobrar para ir pregar"

Em entrevista Pregador Luo lamentou o comércio estabelecido em cima da fé.

30 Novembro 2015

Pregador Luo: "Jesus não precisava de microfone nem cobrar para ir pregar"

Depois de 15 discos independentes, o rapper Pregador Luo lançou seu primeiro disco por uma grande gravadora. "Governe" foi lançado pela Universal Music Christian Group nesta segunda-feira (23) na capital paulista, reunindo um público jovem e adepto à sua mensagem no auditório da Livraria Saraiva.

 O tema do CD vai diretamente contra as distorções do Evangelho, segundo Luo explicou 'Governe' veio para isso, para tentar de alguma maneira conscientizar as pessoas de um Evangelho puro, simples e saber que elas não são escravas ideológicas e físicas de ninguém, a não ser do Senhor", aponta.

 Para ele, a palavra "adorador" tem sido banalizada no meio evangélico. "O que ela significa? Levantar as mãos e cantar dia de domingo na igreja? Gravar um CD e vender milhões de cópias? Eu acho que um adorador é aquela pessoa que, realmente, consegue entender a Deus de todas as maneiras", pondera.

Pregador Luo durante o lançamento do CD Governe, em SP. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)

Luo explica que uma vida de adoração consiste na entrega total da mente, corpo e coração a Deus. "Oferecendo tudo a Ele, você passa a se portar de uma maneira diferente tanto em relação aos princípios espirituais — não somos obrigados a seguir normas e dogmas, Cristo veio para nos libertar de tudo isso — e também no que diz respeito à sociedade."

 O rapper também condena a teologia chamada por ele de "dá que você recebe", considerada um erro da igreja repassado aos cristãos. "Jesus fala: 'Mais bem aventurado é aquele que dá, do que o que recebe', mas é dar para o pobre, para aquele que está preso, dar para a viúva. Acho que dar para templos, para que homens construam impérios milionários, está errado."

Pregador Luo atraiu um público jovem para o lançamento do CD Governe, em SP. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)

 

Comerciantes da fé

Com um ar de lamento, Luo admite que a fé se tornou um produto para muitos. "Hoje quando a gente vê artistas cobrando 'cento e poucos' mil reais, faturando notas, fazendo falcatruas na prefeitura, um comércio que inventa até pelúcia gospel... Vi até mesmo a televisão mostrando produtos eróticos gospel. Eu olhei aquilo e pensei: 'Pera aí, é nisso mesmo que o Evangelho está se tornando?'", questiona.

 O rapper observa que as pessoas estão acostumadas com uma utopia. "Eu não gosto de iludir ninguém, assim como eu não gosto de ser iludido, assim como Cristo não me ilude e me deixa muito consciente do que é o Evangelho e do que é uma vida cristã. Eu não posso recuar em uma coisa diferente daquela que eu acredito", afirma.

 Ele acredita que a raiz disso são as portas que a igreja tem aberto para o capitalismo, fazendo com que as pessoas acreditem que as bênçãos são limitadas à prosperidade financeira. "Se a gente fosse medir a presença de Deus por prosperidade financeira, o que seria de todos os apóstolos?", reflete.

 Mas diante desse cenário, Luo enxerga uma luz. "Se a gente se aproximar de Deus de maneira sincera, sem querer nada em troca, querendo ser apenas pessoas melhores, acredito que Ele vai dar condições não só de governarmos a nossa vida, mas de sermos prósperos. E próspero diferente do que pregam por aí. Não é ter milhões e milhões. É simplesmente você ter uma vida com a ausência de necessidades", finaliza.

 

Em entrevista ao Portal Guia- me





Loja ToNoGospel


Revista ed. 01

Revista ed. 01 R$ 12,90
ou em R$ 12,90

Maravilhosa Graça

Maravilhosa Graça R$ 35,00
ou em R$ 35,00

CD - Ton Carfi - Somos Um

CD - Ton Carfi - Somos Um R$ 27,00
ou em R$ 27,00

CD - Gabriela Rocha - Jesus

CD - Gabriela Rocha - Jesus R$ 23,90
ou em R$ 23,90